Manhãs de setembro

7 séries LGBTQIA+ para maratonar

Nós somos completamente apaixonados por série, e por isso, separamos sete tramas imperdíveis com a temática LGBTQIA+ para você maratonar. São opções que apresentam personagens incríveis e apaixonantes com histórias biográficas, de comédia, drama e romance.
Pega a pipoca, liga para os amigos e aproveitem o mês do orgulho para assistirem histórias inspiradoras!

Please Like Me – Roteiro mostra a história de Josh, jovem gay que enfrenta os problemas da vida adulta com um tom sarcástico e divertido. A série é elogiada pela crítica e ao longo de suas quatro temporadas conquistou uma legião de fãs. Disponível na Netflix.

Faking IT – A série é uma comédia romântica que mostra a vida de duas melhores amigas que cansadas de tentar ser popular, decidem assumir um falso romance lésbico e se tornam celebridades instantâneas no colegial. Só que as coisas saem do planejado quando uma das amigas começa a se apaixonar de verdade pela outra. Além da homossexualidade, a trama também apresenta uma das primeiras personagens intersexual em uma série. Disponível no Canal Paramount pelo Prime Video.

Special – Com duas temporadas, a série é baseada no livro de memórias “I’m Special: And Other Lies We Tell Ourselves”, de Ryan O’connell, que conta lembranças de sua vida como um homem gay com paralisia cerebral. O autor, além do produtor executivo, assina o roteiro e atua como o personagem principal. A história é simplesmente emocionante e debate temas como capacitismo e homofobia. Disponível na Netflix.

Pose – Ambientada em uma Nova York dos anos 80 e 90, a série mostra a vida de Blanca, que decide sair de sua “house” para abrir a sua própria casa e abrigar jovens gays e transexuais que são expulsos de casa e não tem onde morar. A série aborda diversos temas importantes como transfobia e HIV, e apresenta a cultura do ballroom, na qual os integrantes das Casas disputam em desfiles com figurinos temáticos, troféus e reconhecimento. Disponível na Netflix.

Veneno – Série da HBO Max com roteiro baseado na biografia “¡Digo! Ni puta ni santa. Las memorias de La Veneno”, que conta a história de vida e morte da cantora transexual e personalidade televisiva Cristina Ortiz Rodríguez, mais conhecida como “La Veneno”. Com atrizes trans e muita representatividade, a série narra as dificuldades de Veneno, que desde sempre lutou por igualdade e respeito.

Manhãs de setembro – Nova série do Amazon Prime que estreou no dia 25, apresenta a história de Cassandra, mulher trans que sonha em viver da arte e tem seus planos afetados quando descobre que tem um filho. A série já é motivo suficiente pra assistir por ter a participação da Liniker, mulher negra e trans como personagem principal e pela trilha sonora que utiliza diversas músicas de Vanusa, famosa cantora da Jovem Guarda.

Euphoria – Uma das superproduções da HBO do ano passado, a série apresenta a história de um grupo de adolescentes e suas experiências abusivas com drogas e sexo. Com um roteiro polêmico que discute diversos assuntos, a produção deu à Zandaya, o Emmy de Melhor Atriz pela sua personagem Rue, que após uma overdose, tenta levar a vida contra os vícios e lidar com a atração pela sua melhor amiga.

Texto: João Vitor Boni / Noticias do Bem
Imagens Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *