A mulher do fim do mundo

A mulher do fim do mundo

Eu sou e eu vou até o fim cantar…

Na avenida deixei lá, A pele preta e a minha paz
Na avenida deixei lá, A minha farra minha opinião. A minha casa, minha solidão
Joguei do alto do terceiro andar, Quebrei a cara e me livrei do resto dessa vida
Na avenida dura até o fim, Mulher do fim do mundo, Eu sou e vou até o fim cantar

Ousadia, seja pela maneira de cantar, pela atitude no palco ou pelas escolhas artísticas. Elza Soares é a Mulher do Fim do Mundo, como aclama seu novo álbum. Em um esplêndido trono metálico, em meio a um cenário cercado de sacos plásticos de lixo preto, a cantora reina em sua apresentação,no palco do Sesc da cidade de São José do Rio Preto/SP. O público canta e se encanta embalados e admirados pela mulher que em seus plenos 60 anos, transpira sua arte. Que o fim do mundo chegue… Mulher do fim do mundo, eu sou e vou até o fim cantar

Foto: Ricardo Boni /Notícias do Bem

11/03/2016

11/03/2016 07:38

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *