Ações permanentes e emergenciais garantem alimentação à população mais vulnerável

 A Prefeitura de Rio Preto vem consolidando e ampliando políticas públicas para garantir segurança alimentar a famílias rio-pretenses em situação de vulnerabilidade social. O trabalho é realizado em diversas frentes, com integração entre órgãos como secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação e Fundo Social de Solidariedade, visando o atendimento de milhares de pessoas.

 Entre projetos contínuos e ações temporárias, a pandemia de coronavírus e suas consequências motivaram iniciativas específicas. Boa parte dessas soluções foram otimizadas via Programa Alimenta Rio Preto, que é coordenado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento e organiza questões de segurança alimentar e nutricional no município desde 2018.

Kit de alimentação escolar – foto: Ivan Feitosa/SMCS.

 “O momento continua sendo inédito e de grande desafio para todos. Lidamos com uma demanda crescente a ser atendida, priorizando especialmente os que mais precisam. Termos o Alimenta Rio Preto nos garante uma estrutura fundamental para melhoria e agilidade no atendimento, que é garantir alimento na mesa de quem necessita”, afirma o secretário da pasta, Pedro Pezzuto. 

 O programa integra setores de produção, abastecimento nutricional, alimentação escolar, sustentabilidade e apoio ao produtor. A ele se somam outros projetos para garantir alimentos à população vulnerável.

Confira a seguir as principais iniciativas para enfrentamento da insegurança alimentar desenvolvidas pelo executivo e seus parceiros. 

 Cestas de alimentos perecíveis (frutas, legumes e verduras). São 48.000 atendimentos regulares realizados pelo Banco Municipal de Alimentos com gêneros vindos da coleta urbana de doações feita por varejistas parceiros, compras públicas do pequeno produtor e produção própria. 

Banco Municipal de Alimentos – foto: Ivan Feitosa/SMCS.

 Cestas básicas distribuídas a 15.600 famílias por ano. Atendimento regular de famílias em situação de insegurança alimentar conforme demanda levantada pelos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS.

 Produção de 114 toneladas de alimentos no Centro de Produção e Transferência Agropecuária – CPPTA em 2020. Equipamento próprio de produção responsável pelo fornecimento de gêneros alimentícios para o Banco Municipal de Alimentos.

Contrapartida de 8 toneladas de hortaliças entregues pela Cooperiopreto em 2020. Fornecimento regular de gêneros ao Banco Municipal de Alimentos por cessão de uso de área produtiva. 

Mais de 346 mil refeições servidas pelo Restaurante Bom Prato em 2020. Programa estadual que fornece alimentação a baixo custo, especialmente a pessoas desempregadas, subempregadas, população vulnerável e em situação de rua, conta com subvenção de R$ 120 mil feita anualmente pela Prefeitura para manutenção de suas atividades. 

Distribuição semanal de leite pasteurizado a 850 crianças de 6 meses a 5 anos e 11 meses, que integram famílias inscritas no Cadastro Único. Triagem de beneficiários para o programa estadual é feita pela Secretaria Municipal de Assistência Social, via CRAS, e a distribuição é realizada pelas escolas municipais. 

Rio Preto somos todos nós – foto: Ivan Feitosa/SMCS.

Mais de 20 toneladas de alimentos arrecadados pela Ação Dose de Solidariedade, que teve início em 1º de abril. Campanha convida vacinados contra a Covid a doar um quilo de alimento não perecível para ser distribuído em cestas básicas à população vulnerável. Em andamento, é conduzida pelo Fundo Social de Solidariedade. 

Distribuição de mais de 830 mil kits de alimentação escolar entregues de abril de 2020 a abril de 2021 a alunos da rede municipal de ensino. Ação emergencial substitui a merenda escolar durante a suspensão das aulas presenciais e é executada em parceria com a Secretaria de Educação.

Distribuição para pessoas em situação de rua atendidas pelo Centro POP de tíquetes para refeições (café da manhã, almoço e jantar) no Restaurante Bom Prato. 4.526 doações e 290 tíquetes distribuídos mensalmente pela secretaria de Assistência Social.

Cestas básicas distribuídas a mais de 290 famílias do Estratégia Saúde da Família este ano. Iniciativa emergencial atendeu público identificado pelas equipes da Saúde durante momento mais crítico da pandemia.

Restaurante Bom Prato – foto: Ivan Feitosa

Ação Rio Preto Sem Fome distribuiu cestas básicas a 9.793 famílias de abril a dezembro de 2020. Iniciativa emergencial criada para ampliar o número de atendimentos com cestas básicas para as populações em insegurança alimentar identificadas pelos Centros de Referência de Assistência Social – CRAS.

Ação Rio Preto Somos Todos Nós arrecadou 9 toneladas em doações em abril e maio de 2020. Iniciativa emergencial criada para arrecadar alimentos e produtos de higiene para atendimento de pessoas em vulnerabilidade social, conduzida pelo Fundo Social de Solidariedade.

A administração municipal segue em permanente análise do cenário gerado pela crise social e discussão de alternativas para auxiliar a população mais empobrecida e vulnerável.

Texto: Marcella Moreira / Divulgação / Secretaria de Comunicação de S.J. do Rio Preto
Fotos: / Ivan Feitosa / Secretaria de Comunicação de São José do Rio Preto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *