Amigos se reúnem diariamente na Praça da Maceno

INTEGRAÇÃO SOCIAL

Praça da Maceno é lugar de bocha, amizades e muita conversa

Os “trabalhos” começam cedo na Praça Irmã Isaltina, no bairro Jardim Paulista, em São José do Rio Preto, mais conhecida como Praça da Maceno. Diferente das atividades realizadas em empresas, lá os “trabalhos” giram em torno do divertimento como o jogo de Bocha.

Às 7h da manhã, já é possível encontrar, por exemplo, o Sr. Claudionor Schiaveto (72 anos), aposentado, morador do bairro Totó Duarte, que desde 1980 frequenta a Praça. “Praticamente todos os dias eu venho aqui para acompanhar as partidas de bocha. Antes eu até jogava, agora, só venho assistir, me divertir e interagir com todos”, comenta.

Diariamente, mais de 100 pessoas, em sua maioria homens aposentados da cidade e da região, se reúnem no local que possui uma quadra de bocha e assentos e mesas para os jogos de cartas.

Como em uma grande família, no time da Praça sempre cabe mais. E um dos mais novos frequentadores é o aposentado José Soares dos Santos (71 anos). Há pouco mais de um ano, quase de segunda a sexta, ele sai de Tanabi, a cerca de 40 km de Rio Preto, para vir passar as tardes na Praça da Maceno. “Aqui é como se fosse o meu escritório, onde bato cartão e minha atividade é a bocha. Acontece de tudo, já fiz vários colegas, pratico meu esporte e às vezes a gente até discute, mas logo passa e quem brigou já está chamando o outro para pescar e tudo se resolve”, revela Santos.

Na partida de bocha o intuito é que as bolas maiores sejam jogadas o mais próximo possível da bola menor, que se torna a referência de alvo. O que pode parecer simples, mas na prática é preciso muita técnica, afinal com tantos jogadores experientes, alguns com mais de 20 anos praticando, não é fácil ganhar. “Quem aprende a jogar nunca esquece, mais do que força é preciso técnica , jeito e prática”, explica o árbitro de futebol João Carlos Bernardes (54 anos), que sempre que pode acompanha os jogos dos amigos na Praça.

Durante as partidas, eles agacham, calculam a jogada, levantam a bola, que não é tão leve, e praticam um esporte que movimenta o corpo e a mente, além da felicidade no quesito socialização com os amigos.  José Soares, um dos jogadores assíduos, comemora esses momentos de lazer com entusiasmo e precisão em suas jogadas.

VOCÊ SABIA? A Organização Mundial de Saúde (OMS) aconselha a homens e mulheres da terceira idade a praticarem no mínimo 30 minutos de atividades físicas, diariamente, com exercícios de força, cardiorrespiratórios e de flexibilidade. O bem-estar e a dignidade na melhor idade estão ligados a manter a mente e o corpo ativo, além da integração social. E a bocha é considerada uma ótima forma para se movimentar!

Reportagem: Thais Alves
Fotos: Ricardo Boni

15/01/2016

09/01/2016 19:53

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *