Aproveite o final do ano para recriar as esperanças e adquirir mais vigor para o Ano Novo

TEMPO DE RENOVAÇÃO

Aproveite o final do ano para recriar as esperanças e adquirir mais vigor

Com a aproximação do fim do ano, observamos um fenômeno que atinge um número de pessoas bem maior do que imaginamos. É o fenômeno da TPN ou a Tensão Pré-Natal.

Com a decoração de Natal cada vez mais antecipada, mal chega o mês de novembro e somos tomados pela sensação de que o ano já terminou, de que não temos tempo para mais nada neste ano.

E, se para alguns esse clima de vitrines das lojas com decoração natalina, árvores com luzes, compras a todo vapor, ou quase, lembra confraternização, encontros, família, amigos, alegria, ceias fartas, para muitas pessoas os sentimentos são de tristeza, ansiedade, depressão, solidão e angústia, que muitas vezes se transformam num grande sentimento de melancolia, que representa um quadro de agravamento da tristeza.

Existem várias razões que levam as pessoas a este sentimento de angústia e melancolia. Para muitos, o fim de ano traz a constatação de que metas e sonhos estabelecidos ainda não foram atingidos, para outros, além do sentimento de não realização, vem a tensão pelas cobranças e exigências que a sociedade impõe, como presentes, amigos secretos, reuniões sociais de fim de ano nas empresas, que nem sempre lembram alegrias sinceras com pessoas que nem sempre você teria ao seu lado nesta data.

Para outros, pode representar as saudades de familiares e pessoas que não estão mais presentes, por vários motivos.

Se você também é do tipo que se angústia quando o Natal e as festas de Fim de Ano se aproximam, saiba que você também sofre de TPN, ou seja, de Tensão Pré-Natal.

A angústia pela constatação dos livros não lidos, das caminhadas não realizadas, da dieta interrompida, das viagens não realizadas, no entanto, pode servir como uma boa oportunidade para entrarmos em contato com nossos sentimentos e sensações mais profundos.

Muito embora o Verdadeiro significado do Natal venha sendo esquecido, dando lugar a um consumismo desenfreado, com o esquecimento do significado pelo qual foi criado, e apesar de alguns psicólogos afirmarem que nesta época os consultórios ficam mais cheios, trata-se de um período propício para balanços, reflexões e reconciliações, principalmente com nós mesmos.

Aproveite as festas de Fim de Ano para recriar as esperanças e adquirir um novo vigor para o Ano Novo que vem aí.

E, vale lembrar Carlos Drumond de Andrade:

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da Renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui para diante vai ser diferente.”

Ademir Rodini é um dos pioneiros do Reiki no Brasil, consultor em geobiologia, com conhecimentos em Ho’oponopono, Programação Neurolinguística (PNL) e Numerologia.

30/11/2016

30/11/2016 07:26

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *