Atleta veterana paralímpica cai enquanto carrega tocha e é ovacionada pelo público após se levantar

BEM NO MUNDO

Atleta veterana paralímpica cai enquanto carrega tocha e é ovacionada pelo público após se levantar

O mundo assistiu como Marcia Malsar caminhou na frente de um estádio abarrotado de pessoas com uma bengala em uma mão e a famosa tocha na outra. Mas quando a ex-paratleta, que ganhou medalhas de ouro, prata e bronze na Paralímpiada de Nova York, em 1984, levou um tombo e caiu no chão embaixo de chuva e em frente à multidão, não tinha dúvida que logo estaria em pé novamente.

Quando Marcia se levantou, milhares de espectadores fizeram o mesmo e logo era possível ouvir os gritos e aplausos de milhares de pessoas que ficaram emocionadas com a cena. A atleta brasileira pareceu ter superado a queda com felicidade e então bravamente completou a sua caminhada com a ajuda de dois funcionários Olímpicos, que correram em seu auxílio.

Telespectadores ao redor do mundo disseram que o momento encarna o espírito dos jogos Paralímpicos. A coragem de Marcia e a reação incrível dos espectadores no estádio foram muito elogiadas.

Kevin Andrew twittou: Cerimônia de abertura impressionante! Não posso mentir, fiquei um pouco emocionado quando Marcia Malsar caiu na chuva e a multidão a aplaudiu. Outro usuário a chamou de heroína e acrescentou: A coragem personificada. Marcia Malsar, que caiu e ficou de pé novamente”. Já um comentarista disse: “O apoio da torcida é incrível, todo mundo está do seu lado. Eu acho que a tocha estava um pouco molhada por conta da chuva e acabou caindo da sua mão. “Pode ser que ela tenha ficado mais calma e mais feliz com a ajuda da multidão naquele momento.

A espetacular cerimônia de abertura também contou com o atleta cadeirante de 24 anos, Aaron Wheelz Fotheringham, desafiando todos os riscos, quando realizou um front flip enquanto era arremessado através de um aro. A atleta Amy Purdy executou uma dança elegante com um gigante braço robótico. Amy, que tem 36 anos, fez uma apresentação linda, de tirar o fôlego, para destacar a ligação entre os seres humanos e a tecnologia. Ela recebeu aplausos calorosos da plateia. Purdy teve meningite quando tinha 19 anos e teve que ter as duas pernas abaixo do joelho amputadas. Nos Jogos Paralímpicos de Inverno de 2014 na Rússia, Purdy ganhou uma medalha de bronze para a equipe dos EUA no snowboarding feminino, mas este ano ela não está competindo nos Jogos do Rio.

13/09/2016

13/09/2016 13:44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *