Conheça o trabalho de musicoterapia realizado na APAE de Rio Preto

UM CORAL MAIS DE QUE ESPECIAL

Conheça o trabalho de musicoterapia realizado na APAE de Rio Preto

“A função da música é trazer emoção. Sem se emocionar, de nada vale cantar”. Essas são as palavras da professora de piano, formada em regência e graduada em Letras Claudia Henrique Lopes, que todas as terças e sextas-feiras, leva emoção para cerca de 40 alunos, de 14 a 40 anos, atendidos pela APAE Rio Preto, por meio de suas aulas de canto.

O Notícias do Bem teve a honra de registrar alguns desses momentos, em que a emoção transborda em ritmo, sorriso e em cada palavra cantada.

Há 7 anos, a frente do Coral da APAE Rio Preto, Claudia conta que é uma alegria poder ensinar a arte de cantar para pessoas tão especiais. “Ensino música para eles, mas o aprendizado maior é o meu. Aos olhos deles, o mundo é lindo e todas as pessoas são perfeitas do jeito são. É muito carinho envolvido e antes de todo e qualquer conhecimento adquirido com estudo, o que precisamos como professores, é estarmos preparados para receber toda essa energia e transmitir de volta no trabalho que realizamos”, comenta.

Cláudia revela que no coral cada canção é estudada com muita dedicação. Primeiramente, os alunos interagem com a letra, interpretando o conteúdo, e assim começa o processo de memorização e envolvimento com aquilo que será cantado. “Eles não conseguem ler para decorar a letra. Para memorização, trabalhamos o entendimento do texto, assim fica mais fácil à assimilação. Os nossos ensaios na APAE são bem próximos aos de qualquer outro grupo de coral, acontece o aquecimento vocal, físico e a parte do trabalho fonológico para melhorar a dicção”, revela.

O Coral tem em seu repertório clássicos de grandes nomes da música brasileira como Jorge Benjor, Roberto Carlos, os sambistas Adoniram Barbosa, Noel Rosa, também são cantadas músicas de forró, entre outros ritmos. “São mais de 60 canções que temos em nosso repertório, onde apresentamos em atividades internas da APAE, em jantares de outras entidades, congressos e em eventos sociais. As apresentações são sempre momentos de muita alegria para todos, tantos para os alunos, quanto para quem assiste”, ressalta a professora.

O Coral da APAE Rio Preto existe há mais de 10 anos, nesse tempo, centenas de alunos atendidos pela instituição já foram coristas. Além de proporcionar toda a emoção, a musicoterapia ajuda no desenvolvimento físico e cognitivo. “Temos um caso de um aluno que era muito tímido, que nem conseguiam projetar a voz direito para se comunicar no dia a dia. Depois de entrar para o Coral, ele melhorou a sua condição de comunicação e diminuiu a timidez. A música também ajuda na disciplina, no aprendizado do respeito ao próximo, na postura e na socialização de foram geral”, explica Cláudia.

Ao lado do professor Amaury “Lagartixa”, que toca percussão e é responsável por envolver outras artes como a dança e a capoeira no aprendizado, Cláudia e seus coristas fazem a música acontecer. E de forma sublime, ela cumpre a sua função maior “emocionar”.

Reportagem: Thais Alves / Notícias do Bem
Fotos: Ricardo Boni / Notícias do Bem

06/06/2016

05/06/2016 22:44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *