Dia da Árvore, dia de todos nós!

ABRAÇO VERDE

Dia da Árvore, dia de todos nós!

Hoje, 21 de setembro, não é apenas o Dia da Árvore. Porque se dissermos Dia da Árvore, estaremos nos referindo obrigatoriamente ao dia que é nosso também. Não existem “as árvores”, como algo separado de nós. A árvore, ou melhor, as árvores, são parte integrante do que somos. Por isso uma comunidade literalmente abraça uma frondosa figueira no Jardim São Marcos, em Rio Preto, como símbolo de resistência e do amor que devemos cultivar diariamente.

Foi com esse propósito que surgiu a Comunidade Água Nascente Rio Preto (Acosama), uma iniciativa dos moradores daquele bairro, para elaboração e divulgação de um projeto de preservação ambiental em área pública municipal. Em outras palavras, valorizar o verde que ainda resta, visando à construção de um espaço urbano com técnicas de permacultura, que nada mais que a criação de um ambiente humano sustentável e produtivo em equilíbrio e harmonia com o meio ambiente.

A ação dos seus defensores visa também a preservação das nascentes naquela região – localizada no vale do Córrego dos Macacos – e oferecer espaço de lazer, em área localizada entre as Ruas Dr Loft João Bassitt e Rua Prosperina Pichi Gigliote e entre as Ruas Dr João Tajara da Silva e Rua Fátima Tais Cabrera.

DiaEssa batalha em nome do verde tem ganhado cada vez mais adesão. E uma árvore, em particular, é o símbolo dessa luta que já dura quase uma década para ver transformado os 58 mil m² de área próximo do córrego em um grande bosque, de modo que ele possa se desenvolver em meio à pressão urbana – loteamentos situados naquele entorno, tráfego, poluição etc.

A árvore em questão é uma figueira de 20 metros de altura. Como materialização dessa corrente em nome da natureza, os moradores e apoiadores da causa fizeram um já tradicional abraço simbólico em torno da figueira. Um gesto que vale por uma mensagem direta: a árvore somos, sim, todos nós.

A ideia é que o local possa se tornar também um grande campo de estudos, razão pela qual a comunidade de professores e pesquisadores vem também incentivando essa causa.

Além do abraço simbólico em torno da figueira, a área ganhou como presente deste Dia da Árvore o plantio de mais 70 mudas. E os moradores também começam a ver surgir uma pista de caminhada. Sinal de que a mobilização vem rendendo frutos. Frutos que são da natureza, das árvores, das aves, dos animais… de todos nós!

Texto: Marival Correa / Noticias do Bem
Foto: Victor Natureza

21/09/2017

21/09/2017 09:01

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *