Festival Perfídia divulga artistas selecionados para sua segunda edição

Programado para o período de 11 a 13 de novembro, em São José do Rio Preto, o Perfídia – Festival de Performances e Novas Mídias definiu o line-up da sua segunda edição rio-pretense, que marca a volta do evento para a cidade onde tudo começou, terra natal da artista e produtora Luciana Ramin, que assina a organização ao lado de Otávio Oscar.

Módulo voltado exclusivamente para artistas e coletivos de São José do Rio Preto, visando estimular a pesquisa em arte e tecnologia a partir de uma residência criativa, o _perfídiaCOLAB contará com a participação do Agrupamento Núcleo 2, Coletivo Dissidente e Robo.art, além do artista multimídia Wagner Orniz. A proposta é criar algo a partir da troca criativa entre os coletivos e artistas selecionados, cujo resultado será compartilhado com o público do Festival Perfídia.

Para o módulo _perfídiaMAPPING, que apresentará obras de mapeamento de vídeo em prédios da cidade, foram selecionados Iluminous (Guaratuba-PR), VJ Lobo (Belém-PA), Luana Terra (Canoas-RS), VJ Montano e NTHLCRVLH (Rio de Janeiro-RJ). Entre os espaços que servirão de palco para video mapping no Festival Perfídia está a Swift, prédio que faz parte do patrimônio arquitetônico de São José do Rio Preto e um dos principais cartões postais da cidade.

Quinze videoperformances de artistas e coletivos de seis estados brasileiros foram selecionadas para a programação do Festival Perfídia, alguns de São José do Rio Preto, como o coletivo Corpos Lentes, o Núcleo Arcênico de Criações e o Coletivo Barteliê. No módulo _perfídiaMUSIC, foram selecionados o power trio Psicorange, de São José do Rio Preto, além dos DJs Tupycaína (Araçatuba-SP), Carol Tucuju (São Paulo-SP/Macapá-AP) e Obscenidade na Pista (Belo Horizonte-MG). Voltado às crianças, o módulo _perfidinha contará com o Núcleo Canções de Guarda Roupa (São Bernardo do Campo-SP).

O Festival Perfídia é uma mostra de multilinguagem que tem como foco a intersecção entre artes (vídeo, animação, música, performance, teatro, dança, música, imersão, intervenção urbana, interatividade) e as novas mídias (tecnologias da imagem e do som, aparelhos eletrônicos e digitais, sensores, internet e softwares), apostando no hibridismo e na interdisciplinaridade como motor de inovações estéticas.

O Perfídia – Festival de Performances e Novas Mídias foi viabilizado pelo PROAC Expresso Editais, da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa e Governo do Estado de São Paulo.

Artistas e coletivos selecionados para o Perfídia Rio Preto 2021:

_perfídiaCOLAB

– Agrupamento Núcleo 2 (S. J. do Rio Preto-SP)
– Coletivo Dissidente (S. J. do Rio Preto-SP)
– Robo.Art (S. J. do Rio Preto-SP) @robo.art.br
– Wagner Orniz (S. J. do Rio Preto-SP)

_perfídiaMAPPING

– ILUMINOUS – (Guaratuba-PR)
– VJ Lobo (Belém-PA)
– Luana Terra (Canoas-RS)
– VJ Montano (Rio de Janeiro-RJ)
– NTHLCRVLH (Rio de Janeiro-RJ) @nthlcrvlh_

_perfidinha

– Núcleo Canções de Guarda Roupa (São Bernardo do Campo-SP)

PSICORANGE – Foto: Paula Luchi

_perfídiaMUSIC

– PSICORANGE (S. J. do Rio Preto-SP)
– Tupycaína (Araçatuba-SP)
– Carol Tucuju (São Paulo-SP/Macapá-AP)
– Obscenidade na Pista (Belo Horizonte-MG)

_videoperformances

– A TRANSÄLIEN + Novíssimo Edgar (São Paulo-SP) – ‘Raízes’
– Andréia Oliveira e Berg Kardy / Tabephe (Salvador-BA) – ‘NENGUA KALUNGA’
– Coletiva Marcas D´Água (Rio de Janeiro-RJ) – ‘Clepsidra’
– Coletivo Barteliê (S.J. do Rio Preto-SP) – ‘Banquete Antropófago’
– Corpo Lentes (S. J. do Rio Preto-SP) – ‘Corpo/Lentes ATO II’
– Embrião Es’fera Hybrida (Itaquaquecetuba-SP) – ‘O pão que a sociedade comprou’
– Fernando Hermógenes (São Joaquim de Bicas-MG) – ‘Colocados e Perdidos: 012MMX’
– Junior Romanini (São Paulo-SP) – ‘Tudo o que lembrou vermelho’
– Kara Catharina (Campinas-SP) – ‘Ofélia Trava-Videopoema’
– Nanaue (Belo Horizonte-MG) – ‘ViDa TeRrEnA NãO IdEnTiFiCaDa’
– Nina Caetano (Belo Horizonte-MG) – ‘Queremos que o estado pare de matar menino’
– Núcleo de Dança Dente de Leão (Salvador-BA) – ‘Ara Mar’
– Núcleo Arcênico de Criações (S. J. do Rio Preto-SP) – ‘1º Molotov’
– Tatamirô Grupo de Poesia (Mazagão Novo-AP) – ‘Xapiri/Curuocangô 4.0’
– Waldirio Castro (Fortaleza-CE) – ‘Necessita-se de estratégias para acabar com o capitalismo’

1º Molotov – Foto: Guilherme Dicurzio

SERVIÇO
Perfídia – Festival de Performances e Novas Mídias
De 11 a 13 de novembro
Em São José do Rio Preto
www.plataformaperfidia.com
Inscrições de artistas e coletivos até o dia 8 de outubro

Texto: Harlen Felix / Divulgação / Festival
Fotos: Jorge Etecheber (capa) | Paula Luchi | Guilherme Dicurzio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *