19 e 20/7 – Teatro – Meu corpo está aqui

Dias 19 e 20/7 (sexta e sábado), às 19h, no teatro do Sesc Rio Preto. Ingressos esgotados


O que se pode dizer a partir do corpo que se tem? Como compartilhar algo da experiência singular que é a de habitar uma forma, com seus contornos particulares; um conjunto de órgãos, mais ou menos funcionais ou disfuncionais; um modo de ser afetado, de desejar, de sentir o mundo e de fazer laços com os outros? Meu corpo está aqui propõe um encontro cênico com cinco artistas que se apresentam a partir de suas condições físicas para transmitir algo de suas vivências de dor e desejo: Bruno Ramos, surdo não oralizado; Haonê Thinar, pessoa amputada; Juliana Caldas, pessoa com nanismo; Pedro Fernandes, pessoa com paralisia cerebral e usuária de cadeira de rodas; Jadson Abraão, intérprete de LIBRAS. Em um relato direto para o público, com o efeito de quem compartilha uma verdade íntima e pessoal, eles narram episódios passados e refletem sobre a invisibilidade de seus corpos, sobretudo o apagamento da sexualidade de pessoas com deficiência, criando algumas cenas em que instauram a dimensão da sedução e do prazer. Quanto mais o que dizem traz uma particularidade do sujeito (para além de refutar preconceitos), mais se afastam do senso comum. Exemplo é a função que o banho assume na economia libidinal de Pedro Fernandes. A dramaturgia parte de uma situação social segregativa, que se sustenta na aliança entre o discurso capitalista e um certo uso higienista (e eugenista) da ciência reduzida à normatização e à estetização da vida. Entretanto, esses aspectos sociopolíticos ficam de fora das luzes do espetáculo. O que se quer tirar da margem é a vitalidade de cada corpo que está ali.

Dias 19 e 20 de julho (sexta e sábado), às 19h
Sesc Rio Preto (Av. Francisco das Chagas Oliveira, 1333)
Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto 2024
Ingressos esgotados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *