26 e 27/7 – Teatro – 1989

Dias 26 e 27/7 (sexta e sábado), às 19h, no Teatro Municipal Nelson Castro. Ingressos esgotados


Em 2010, o cineasta Eduardo Coutinho fez um filme-colagem somente com imagens televisionados no dia 1º de outubro de 2009, intitulado Um dia na vida. Uma espécie de ensaio revelador do precário conteúdo comunicável na sociedade brasileira de então. Anos depois, em 2018, o multiartista Nuno Ramos concebeu a performance A gente se vê por aqui, na qual dois atores com fones de ouvido reproduzem o áudio de 24 horas de programação de uma emissora ao vivo em um teatro. 1989 inscreve-se nessa breve tradição de re-encenação da “fortuna” televisiva brasileira, para lançar um olhar crítico às imagens socialmente compartilhadas na construção de uma narrativa de país. Aqui, os atores do Coletivo Cê ocupam seus lugares em um sofá de uma casa de trabalhadores que resgata em detalhes a estética do fim da década de 1980, diante de uma pequena TV que transmite a programação da época. É o momento da abertura política pós-ditadura, campanha eleitoral para as primeiras eleições presidenciais democráticas em décadas, disputadas por Lula e Collor, mas também, até certo ponto, por Silvio Santos. Impressiona como é possível encontrar ali, um quarto de século atrás, os ovos de serpente que eclodiriam nos últimos anos, quando o zapear da TV cedeu ao rolar do feed das redes sociais. Por essa dramaturgia que se compõe de trechos em áudio de materiais televisionados naquele ano, veicula-se uma lógica da circulação das informações e do debate político que, longe de mostrar-se anacrônica, permite uma compreensão mais funda do estado atual das coisas. Feitos marionetes, apassivadora bem ao estilo “sociedade de massa” oitentista, os atores-telespectadores oferecem-se ao público como um avesso do espelho do que a peça convida a mobilizar em cada um que a testemunha.

Dias 26 e 27/7 (sexta e sábado), às 19h
Teatro Municipal Nelson Castro (Av. Feliciano Salles Cunha, 1020)
Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto
Ingressos esgotados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *