26 e 27/7 – Teatro – Narrativas encontradas numa garrafa pet na beira da maré

Dias 26 e 27/7 (sexta e sábado), às 19h, no teatro do Sesc Rio Preto. Ingressos a partir de R$ 10


As histórias de vulnerabilidade social apresentadas pelo grupo São Gens de Teatro vêm de vivências do dramaturgo Anderson Leite na comunidade ribeirinha da Ponte do Pina, em Recife. Contudo, ecoam outras tantas localidades brasileiras periféricas, onde o risco de vida varia conforme a cor da pele, a renda e a orientação sexual, e a bala “perdida” que insiste em reafirmar estatísticas de genocídio negro. O ambiente do mangue, entre as palafitas e a pesca artesanal, fornece uma luminosidade sombria para o espetáculo Narrativas encontradas numa garrafa pet na beira da maré. Uma atmosfera densa, que abriga denúncias de injustiças sociais e relatos de desespero, com os quais os artistas anunciam desigualdades, hipocrisias e outras formas de violência reiteradas na sociedade. Poucos objetos, como uma escada e armadilhas para peixes e lagostas, forjam uma cenografia em que se projetam as distintas situações. Cascas de mariscos e sururus margeiam o palco, trazendo a sensorialidade da matéria orgânica da paisagem natural e humana em questão. O grupo elabora uma poética marginal para dar forma à resistência de corpos excluídos, subjugados, mas que se apoiam mutuamente na construção de vidas possíveis, lançando seu apelo ao destino da maré.

Dias 26 e 27 de julho (sexta e sábado), às 19h
Sesc Rio Preto (Av. Francisco das Chagas Oliveira, 1333)
Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto 2024
R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) – Somente nas bilheterias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *