IDA divulga Jornada com as ações sustentáveis de 2021 na semana Fashion Revolution

Jornada 3 é o nome do relatório divulgado por IDA no dia 24.04, contendo o detalhamento de ações realizadas no ano passado, dentro de seu compromisso de responsabilidade social e ambiental, especialmente na produção das coleções. Domingo, 24 de abril, será mais um Fashion Revolution Day, data em que se comemora o início do movimento global criado por profissionais de moda, sensibilizados pela morte de milhares de trabalhadores da indústria da confecção, em acidente no edifício Rana Plaza, em Bangladesh, em 2013.

A IDA acredita que, para transformações positivas e concretas, compartilhar informações é fundamental. Por isso, anualmente publica o conjunto de iniciativas nesse âmbito, desde sua fundação, em 2019, para seguir marcando presença como voz ativa neste movimento. Com apresentação durante a semana Fashion Revolution, assim como os relatórios anteriores, a terceira edição da Jornada mostrará que, se o ano passado foi desafiador, IDA manteve sempre o propósito de caminhar em direção a um futuro mais responsável através de uma indústria mais limpa e consciente. 

Oficina de capacitação do instituto Ecotece, parceiro de IDA
Foto: Alex Fisberg

No último ano, a IDA produziu 507 diferentes modelos de roupa. Para além dos números, o importante é como a produção se organiza. Três pilares orientam o desenvolvimento das peças: Mundo, Moda e Vida. O  pilar Mundo tem as  roupas com menor impacto negativo ao meio ambiente, feitas com algodão orgânico ou reciclado, tecido de garrafas PET reaproveitadas, ou envolvendo economia hídrica no processo produtivo ou eficiência energética nas fábricas. Em resumo, são processos que cuidam do planeta. Os modelos do pilar Moda são peças versáteis, práticas e com informações de estilo, pensadas para agregar ao guarda-roupa de muitas formas e estimular o consumo consciente. Já os do pilar Vida compreendem peças fáceis de cuidar e lavar, que secam rápido e amassam pouco.

Segundo a Jornada, alguns modelos ainda não são ideais com relação ao critério de impacto ambiental que IDA busca, mas a marca segue dedicada em aprimorá-los a cada dia. A empresa pesquisa constantemente alternativas produtivas de menor impacto ambiental, para ampliar a presença já relevante do pilar Mundo na manufatura, que em 2021 caracterizou 44% dos modelos. Outra prova disso é que a maior parte da produção da marca no último ano (53%) faz parte do pilar Moda, reforçando a visão de IDA de que o vestir-se com estilo não passa pela obsolescência e sim por descobrir novas possibilidades nas peças. 

Além dos pilares, que são a essência das peças, IDA tem selos que revelam de que forma a produção daquela peça teve impacto ambiental reduzido. Em 2021, os selos que predominaram no desenvolvimento dos modelos foram Base e Meio Ambiente. O selo Base corresponde às peças mais neutras e atemporais, que primam pela versatilidade, para tornar possível diversas combinações e mostrar o consumo de forma responsável, e marcou 136 (39% do total) modelos produzidos no ano passado. O selo Meio Ambiente identifica peças feitas com matéria-prima homologada por certificadoras independentes, que garantem a utilização responsável de produtos químicos, a conservação ambiental e os cuidados com a biodiversidade ao longo do processo industrial, como fornecedores que realizam gestão florestal responsável e reflorestamento no cultivo das fibras naturais e artificiais. No último ano, foram 104 modelos com este selo (30% do total).

Também ganham destaque outros identificadores sempre presentes nas produções de IDA, como o selo Sou de Algodão. A marca utiliza frequentemente o material em suas criações, e por isso faz parte do Movimento Sou de Algodão, uma organização sem fins lucrativos que ajuda a fomentar a produção nacional do algodão, valorizando toda a sua cadeia produtiva. Esse processo conta com vários envolvidos e muito cuidado para chegar até o consumidor final, e IDA o adota, identificando como Sou de Algodão peças compostas pela fibra, orgânica ou reciclada, em 70% ou mais. No último ano, foram 218 modelos com este selo.

Oficina de capacitação do instituto Ecotece, parceiro de IDA
Foto: Alex Fisberg

O caminho para a evolução do sistema da moda ainda é longo, mas IDA segue nele descobrindo meios para transformações concretas e positivas, como parte integrante de sua identidade. A cadeia de fornecimento da marca destaca sua preocupação com a responsabilidade social e em fomentar condições dignas de trabalho na indústria da moda. A empresa atua com 100% de confecção nacional, grupo de 25 fabricantes com especialidades em tecidos e acabamentos diversos e que têm história de parceria. 

Além disso, IDA mantém desde sua fundação uma parceria com fornecedores de moda ética através do instituto Ecotece, empresa do terceiro setor que liga marcas a grupos produtivos da cadeia de vestuário para fomentar a economia solidária e o comércio justo no segmento. O balanço deste trabalho conjunto em 2021 foi de 9 grupos apoiados pelo instituto atuantes na produção da marca, impactando 65 empreendedores. Isso resultou na produção de 2.122 peças de IDA, gerando cerca de 45 mil reais em renda para empreendedores vulneráveis.

Saiba mais

Site
Instagram

Texto: Giuliana Holiscki / Divulgação
Fotos: Alex Fisberg / Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *