Instituto Alarme abre inscrições para curso de Agroecologia

Meio Ambiente

Instituto Alarme abre inscrições para curso de Agroecologia

O Instituto Alarme, que atende crianças e adolescentes de 6 a 14 anos em São José do Rio Preto há mais de 60 anos, está com inscrições abertas até o dia 18 de julho, para um curso de Agroecologia. Heber Henrique e Danielly Fernanda adoraram esta conexão com a natureza, colher o alimento.

AlunosO curso faz parte do Programa Samaúma, que visa promover qualidade de vida por meio de hábitos saudáveis e em sintonia com o meio ambiente de forma sustentável. Este programa visa a integração de diferentes ecossistemas, considerando os ciclos de vida, que vão desde a etapa Nascer, com a produção de sementes e mudas, passando pelas etapas Florescer, frutificar e conviver, com horticultura natural, cultivo de PANCS e ervas medicinais, pomares, sistema agroflorestal, a etapa Sobreviver, com a compostagem de resíduos orgânicos e, finalmente, a etapa Transcender com a meliponicultura. São 7 módulos.

O objetivo é fazer do espaço urbano da Alarme uma grande sala de aula para conectar crianças, jovens e comunidade à natureza, trazendo aprendizados importantes para seu desenvolvimento social e humano. Além disso, a intenção deste programa é garantir alimentos seguros e saudáveis para consumo das próprias crianças no instituto e comercialização dos excedentes, gerando renda para continuidade do trabalho socioambiental realizado. “Queremos trazer as crianças para a terra, ensiná-las sobre os ciclos da natureza, como manuseá-la e respeitá-la. Ensinamos um ofício que pode gerar uma oportunidade no futuro. A ideia é fazer também com que a produção gere renda para o Instituto Alarme, com a comercialização de produtos sustentáveis”, explica Rafael Matheus, voluntário idealizador do programa.

AlunosUm dos pilares do Programa Samaúma é a capacitação da comunidade, que atende iniciantes e pessoas que desejam aprofundar seus conhecimentos no assunto Agroecologia. Dividido em 7 módulos, o curso terá como primeiro tema o solo e como preparar a terra de forma sustentável. As aulas serão no Instituto Alarme, sempre aos sábados, das 8 às 17 horas e incluem café da manhã e almoço. O primeiro módulo será oferecido no dia 21 de julho.

O curso será com a professora Luciana Teixeira de Paula, coordenadora do Curso de Agronomia da Unorp e com o agricultor especialista em agroecologia Vitor Franco, da Seio da Terra. O investimento para cada módulo é R$120.

Samaúma é o nome da maior árvore da Amazônia, considerada sagrada por diversas culturas, conhecida como “rainha da floresta”. Ela pode atingir até 90 metros e ser vista de longe, reinando no horizonte. “O nome do programa foi inspirado na árvore por abrigar diversos ecossistemas, assim como a Samaúma, que pelo seu tamanho, abriga vasta biodiversidade e micro ecossistemas em sua estrutura. Além disso, sua grandiosidade nos inspira a fazer algo que faça diferença”, explica Rafael. “A primeira iniciativa do Programa Samaúma será o curso de agroecologia. Quem sempre pensou em cultivar de forma sustentável ou trabalha na área, agora terá a chance de conhecer todo o processo”, destaca.

Os interessados devem procurar o Instituto Alarme. Maiores informações: (17) 3226-4100.

Texto: Ellen Lima / Colaboração
Fotos: Ricardo Boni / Notícias do Bem

13/06/2018

13/06/2018 17:42

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *