No aniversário de Palestina, Esap reforça o papel essencial do saneamento

As cidades mais desenvolvidas do Brasil e do mundo têm como prioridade o saneamento e Palestina segue neste mesmo caminho. Desde 2007, a cidade conta com o trabalho dos colaboradores da Esap, do Grupo Iguá e da Aviva Ambiental, que têm o compromisso diário de oferecer água e esgoto tratados para a população, por meio de um atendimento humanizado e eficiente.

No aniversário de 84 anos do município, a Esap ressalta o quanto esses serviços são essenciais para a qualidade de vida da população, para o desenvolvimento da cidade e  proteção do meio ambiente

Mais água para a população

A água está presente no dia a dia de todas as pessoas que vivem em Palestina. Seja para beber, preparar os alimentos ou na hora da higiene pessoal. Para chegar até às torneiras, essa água passa pelos processos de captação, tratamento e distribuição realizados pela Esap.

Para garantir a qualidade da água, mensalmente, são realizadas mais de mil análises físico-químicas e bacteriológicas. Nessas inspeções são medidos aspectos como presença de cloro, flúor, pH, turbidez e cor. O flúor é considerado, pelos profissionais da odontologia, extremamente importante na manutenção da saúde bucal, principalmente durante a infância.

Nos últimos 12 meses, a ESAP investiu em ações importantes para melhorar ainda mais esse serviço em Palestina como duas interligações de redes de água para aperfeiçoar a distribuição: uma do poço Elias Gabriel no reservatório da Cohab; e outra unindo o Jardim do Bosque e Bom Pastor.

Análise de água reservatório

Saneamento é saúde

As doenças de veiculação hídrica, como diarreia e gastroenterite, que ainda afetam grande parte da população mundial, podem ser evitadas onde existe de fato um sistema de saneamento básico eficiente como é o caso de Palestina. A cidade conta com 100% de água tratada e 99% de esgoto coletado e tratado, devido aos serviços da Esap.

É importante lembrar que, no Brasil, aproximadamente 80% da população têm acesso à rede de água e apenas cerca de 50% contam com coleta de esgoto. Esses números são do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS 2019).

Preservação ambiental

Segundo estudos do Instituto Trata Brasil, falta de saneamento pode causar sérios danos ambientais. Todos os dias, 3,5 mil piscinas olímpicas de esgotos são despejadas em rios, mares e cursos d’água, apenas pelas 100 maiores cidades brasileiras.

ETE Duplo Céu

De acordo com especialistas do Instituto, um rio, córrego ou bacia que sofre alguma contaminação pode acabar matando várias espécies de uma cadeia alimentar, por exemplo, e afetar um ecossistema inteiro. Para as cidades, isso pode representar um surto de doenças ou uma infestação de insetos ou pragas, por exemplo.

Palestina não faz parte dessa realidade, já que o esgoto é destinado às estações de tratamento . O município conta com 99% do esgoto coletado e tratado e, até 2022, esse índice será de 100%, com a finalização da construção do sistema de esgotamento sanitário em Boturuna. Desta forma, a vida dos rios e córregos que passam pela cidade é preservada.

“Temos muito orgulho de fazer parte da transformação e desenvolvimento de Palestina. Acreditamos e investimos em melhorias constantes, por meio de ações que impactam positivamente na rotina das famílias. Nesses 14 anos de atuação na cidade, executamos importantes obras como: a construção da Estação de Tratamento de Duplo Céu, a modernização da Estação Piau e, agora, a implantação da Estação de Tratamento de Esgoto Jurupeba. Com uma infraestrutura adequada, os imóveis são valorizados, linhas de crédito para investimentos podem ser aprovadas e empregos são gerados”, ressalta o diretor geral da concessionária, Luís Guilherme Bizelli.


Texto:
Fernanda Peixe Notícias do Bem
Fotos:
ETE Jurupeba: André Giorgi / Divulgação
ETE Duplo Céu e análise de água: Ricardo Boni / Notícias do Bem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *