Palestina é citada com o menor índice de perdas de água do Brasil no Panorama da iniciativa privada 2021

A cidade de Palestina foi citada como um case de sucesso no quesito perda de água e bem próxima da universalização dos serviços de esgotamento sanitário, na oitava edição do Panorama da Participação Privada no Saneamento, uma iniciativa da ABCON SINDCON que traz os principais números das operações privadas do país.

A Esap (Empresa de Saneamento de Palestina), do Grupo Iguá e da AVIVA Ambiental, responsável pela operação dos serviços na cidade da região noroeste paulista desde 2007, figurou na publicação com um dos menores índices de perda de água do país e do mundo, com cerca de 11% (número referente à média observada entre maio de 2020 e abril de 2021). Esse excelente indicador é fruto de constantes investimentos e atuação de uma equipe técnica especializada. Outra menção importante no Panorama, foi a da proximidade com a universalização dos serviços de esgotamento sanitário, hoje com 97% de cobertura.

Aparelho geofone que identifica o local exato do vazamento

A eficiência na gestão dos recursos hídricos é um dos pilares das ações de sustentabilidade e o resultado disso é o registro desse índice tão abaixo da média nacional. “Com uma equipe técnica especializada e constantes investimentos, conseguimos atingir essa média de perdas, um verdadeiro orgulho para nossa equipe oferecer esse resultado satisfatório para o município”, relata o diretor operacional da Esap, Luís Guilherme Bizelli. A média nacional brasileira de perda de água chega a 40% o que significa mais de 7,5 mil piscinas olímpicas de água desperdiçadas diariamente, gerando uma perda financeira de R$13,6 bilhões, segundo estudo do Instituto Trata Brasil, em parceria com a Asfamas (Associação Brasileira dos Fabricantes de Materiais para Saneamento) e GO Associados.

Alexandre Lopes, CEO da AVIVA Ambiental que participou do evento de lançamento da publicação, em São Paulo, afirma que a ESAP é um modelo de sucesso de gestão e operação em municípios com menos de 50.000 habitantes. “O índice de perdas de água de nossa operação assemelha-se aos de países como Coréia do Sul e Bélgica, graças às ações focadas no investimento e aperfeiçoamento de tecnologias e inovações, resultando na sustentabilidade financeira e ambiental do contrato”, comenta Alexandre.

Para alcançar esse índice, a empresa realiza:

● acompanhamentos diários de perdas de água nos sistemas de distribuição com pesquisas de vazamentos e por meio da mínima noturna (técnica utilizada para medir a vazão de água)

● haste de escuta mecânica nos cavaletes residenciais da cidade

● geofone que identifica o local exato do vazamento para que a manutenção seja efetuada no menor prazo possível.

● a população é convocada a participar desse processo por meio de campanha de conscientização no combate a vazamentos internos nos imóveis.

● ações de combate a fraudes.

● setorização dos sistemas de água da cidade.

Para saber mais informações sobre a Esap acesse www.igua.com.br/esap.

Saiba mais sobre o Panorama do Saneamento no link: https://www.abconsindcon.com.br/panoramas/

Texto: Fernanda Peixe / Notícias do Bem
Fotos: Ricardo Boni / Notícias do Bem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *