Saiba mais sobre terapia holística

BEM PENSADO

Saiba mais sobre terapia holística

Atualmente, as pessoas dão o nome “terapia alternativa” a todas as técnicas de cura e equilíbrio da saúde que não sigam os padrões da medicina ocidental moderna. No entanto, a maioria do que chamamos de “alternativa” é baseada em conhecimentos milenares desenvolvidos por diversos povos orientais. É por isso que, ao longo do nosso trabalho, invariavelmente tratamos de temas já conhecidos por algumas pessoas, como o conceito dos chacras, por exemplo.

Estas terapias recebem uma nomenclatura mais adequada quando chamadas de terapias holísticas, já que se propõem a tratar o corpo de forma integral, e não apenas com foco em uma doença específica, complementando, assim, as técnicas clínicas e os tratamentos alopáticos. Este tipo de terapia segue os princípios do Holismo, cujo nome vem do grego holos (o todo, o inteiro).

Mais do que tratar o corpo, o objetivo da terapia holística é sanar questões relacionadas à alma, já que partimos do pressuposto de que toda doença começa no corpo espiritual. A base de qualquer problema de saúde está na desconexão que uma pessoa tem de si mesma e do seu lado espiritual, e que a leva a perder sua confiança no bem maior e a sentir o efeito nos pensamentos, de forma a adoecer o seu corpo mental.

A física quântica já comprovou que todo pensamento gera uma emoção. Seguindo esse raciocínio, é possível dizer que o pensamento negativo gera emoção negativa. Depois de passar pelos corpos espiritual, mental e emocional, um problema vai ficando cada vez mais denso: a falta de conexão espiritual gera um pensamento negativo, provocando emoções negativas, como raiva, medo, tristeza, angústia e ressentimento, assim gerando a doença no corpo físico. Desta forma, é possível dizer que toda doença ocorre principalmente quando a pessoa para de acreditar em si mesma, em seus princípios, em seus propósitos e na vontade do Universo, ou vontade divina.

As emoções e a complexidade do corpo

O corpo humano é um complexo formado por vários corpos ligados de forma inteligente, que podemos dividir em corpo energético e corpo físico. Somos uma unidade inteligente que também podemos chamar de alma ou espírito, e nenhuma destas partes do ser humano pode ser tratada de maneira individual, já que as doenças são reflexos da desarmonia entre os corpos sutis, ou seja, as camadas da aura, que desencadeia no corpo físico.

Considerando isso, é importante ressaltar que o terapeuta holístico possui uma atuação muito diferente de um médico. Para começar, o terapeuta holístico tem consultantes/clientes, e não pacientes, e seu trabalho começa a partir de uma conversa honesta com quem o procura, fazendo uma avaliação (anamnese). Dessa forma ele pode iniciar um tratamento, que deverá ser voltado a tratar o corpo espiritual, passando pelos corpos mental e emocional, e tendo consequência todos os benefícios para o corpo físico. Qualquer terapia alternativa ou complementar pretende trazer a cura da origem de causas emocionais, mentais e espirituais de qualquer doença que esteja já manifestada no corpo físico. Entretanto, o terapeuta não cura a doença: ele ajuda seu cliente a identificar as causas do seu desequilíbrio e de suas dores, sejam elas quais forem.

Dentre as técnicas e terapias holísticas ou alternativas, está a Fitoenergética. Trata-se de um sistema natural de cura, equilíbrio e elevação da consciência que atua diretamente na alma de qualquer pessoa, animal ou ambiente, devolvendo a harmonia, a saúde, e principalmente restaurando e elevando os estados psíquicos, trazendo alegria, plenitude e felicidade. A Fitoenergética foi desenvolvida com base nos conceitos milenares de técnicas holísticas, ativando os princípios energéticos das plantas, que possuem a propriedade de equilibrar a energia de nossos chacras e com isso atuar na verdadeira origem da doença. A análise da energia das plantas ocorre com base na técnica científica da bioeletrografia, que consegue medir o campo energético dos seres humanos e também dos vegetais, já que as plantas são emissários celestes que tem a missão de trazer a cura para o ser humano através da sua energia.

Ou seja, a Fitoenergética trabalha na causa da doença e não no efeito. Enquanto a maioria dos tratamentos alopáticos busca tratar doença em si, a fitoenergética olha cada pessoa de forma única, e por isso os tratamentos para problemas semelhantes podem utilizar diferentes plantas. Por utilizar apenas a energia das plantas, o tratamento não requer o uso de grandes quantidades dos vegetais, podendo ser aplicado em forma de sprays borrifadores ou sachês, entre outras possibilidades, e por isso não tem nenhum efeito colateral.

Bruno

Texto de Bruno J. Gimenes e Patrícia Cândido – escritores, professores e palestrantes na área de autoconhecimento e espiritualidade. Quer saber mais? Acesse o site Fitoenergética.

15/06/2016

14/06/2016 20:53

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *