Segunda edição do FrEsta celebra a literatura com mais de 40 horas de atividades

Mais de 40 horas dedicadas à literatura para além dos livros, envolvendo atrações como apresentação musical, espetáculos teatrais, contação de histórias, podcast e atividades formativas. Assim será a programação da segunda edição da FrESTA – Jornada Literária Apocalíptica, que foi lançada na noite de quinta-feira, 3 de março, em live transmitida pelo Instagram da Cia. Apocalíptica, de São José do Rio Preto, idealizadora do evento.

A 2ª FrESTA será realizada no período de 9 a 13 de março, comemorando o aniversário de São José do Rio Preto com apresentações que poderão ser conferidas no conforto de casa, por meio das mídias sociais da Cia. Apocalíptica: Youtube (ciaapocaliptica), Facebook (@cia.apocaliptica) e Instagram (@cia.apocaliptica).

Com curadoria feita pelo ator e diretor Lawrence Garcia (Cia. Apocalíptica) e pela escritora e contadora de histórias Kiara Terra, a programação da FrESTA envolve principalmente artistas e coletivos de São José do Rio Preto, entre eles o cantor e compositor Zeca Barreto, responsável pelo show de abertura do evento; o Grupo Jabá com Jaca, que promoverá a oficina “Olhar: mitologia e filosofia como formas criativas”; a Cia. EntreContos, que fará a contação de uma história da cultura africana; e o Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro, que marcará o encerramento com o seu tradicional Trans Sarau. A programação também será marcada pela apresentação do espetáculo “Cemitério dos Vivos”, da Cia. Apocalíptica.

Entre as atrações de outras localidades está o escritor e educador Daniel Munduruku, de Belém (PR), que comandará o podcast “Para além de nós mesmos” no último dia da FrESTA. Uma das vozes da cultura indígena no Brasil, ele é autor de uma série de livros infantis e infantojuvenis, entre eles “Contos indígenas brasileiros”.

O Sonho de Dumont foto: Divulgação

Outro destaque da FrESTA é o espetáculo online “O Sonho de Dumont-Menino ou De como o Homem se Tornou Mais Leve que o Ar”, protagonizado pelo ator e pesquisador Ademir Apparício, de Jardinópolis, fundador da CIA – Centro de Investigação do Ademir. Também marcam presença na programação as contadoras de histórias Rayza Miranda (Cotia) e Laura Thomé (Valinhos), o Grupo Flor de Chita (Catanduva) e a Cia. Koi (Lins)

A formação cultural é uma atração a parte na FrESTA, que terá nove atividades formativas em sua programação, entre oficinas e debates, envolvendo diferentes temas e aspectos ligados à produção literária, como a escrita, a ilustração, a contação de histórias, entre outros. Para se inscrever em uma ou mais atividades da programação, basta acessar o Instagram da Cia. Apocalíptica para acessar o link do formulário online. E é tudo de graça.

A realização da segunda edição da FrESTA foi viabilizada pelo fomento do Edital ProAC Nº 24/2020 – Realização de ações de incentivo à leitura (presenciais e/ou online) no Estado de São Paulo, do Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa.

2ª FrESTA – Jornada Literária Apocalíptica

Programação geral

9 de março (quarta-feira)

20h – Show ‘Ventre do Sol Latino’ (Zeca Barreto – São José do Rio Preto/SP)

10 de março (quinta-feira)

10h – Oficina: ‘Cenário e figurino para contação de histórias’ (Issac Ruy – São José do Rio Preto/SP)

12h – Podcast: ‘O lado oculto das obras de Frida Kahlo’ (Carolina Costa – São José do Rio Preto/SP)

13h – Oficina: ‘Escrita criativa’ (Juliana Medeiros – São José do Rio Preto/SP)

15h – Oficina: ‘Olhar: mitologia e filosofia como formas criativas’ (Grupo Jabá com Jaca – São José do Rio Preto/SP)

17h – Contação de história: ‘O estranho caso das cabeças gigantes’ (Cia. TeceContos – São José do Rio Preto/SP)

18h – Debate: ‘Literatura marginal no interior do Estado de São Paulo’ (Ubirathan do Brasil – São José do Rio Preto/SP)

20h – Contação de história: ‘Cores de Rosa’ (Grupo Flor de Chita -Catanduva/SP)

11 de março (sexta-feira)

Rayza Miranda Cotia SP Divulgação

10h – Oficina: ‘Cenário e figurino para contação de histórias’ (Issac Ruy – São José do Rio Preto/SP)

12h – Podcast: ‘As feridas do Haiti’ (Raul Marques – São José do Rio Preto/SP)

13h – Oficina: ‘Escrita criativa’ (Juliana Medeiros – São José do Rio Preto/SP)

15h – Oficina: ‘Olhar: mitologia e filosofia como formas criativas’ (Grupo Jabá com Jaca – São José do Rio Preto/SP)

17h – Contação de história: ‘Histórias amazônicas para te mundiar’ (Rayza Miranda – Cotia/SP)

18h – Debate: ‘Processo de produção de história em quadrinhos autoral e independente no interior’ (Coletivo Traços e Ideias)

21h – Intervenção: ‘Sensações e poesia do assumir: um olhar gostoso de si mesmo’ (Lucas Horas e DJ Basim – São José do Rio Preto/SP)

12 de março (sábado)

O Sonho de Dumont Divulgação

10h – Oficina: ‘Cenário e figurino para contação de histórias’ (Issac Ruy – São José do Rio Preto/SP)

12h – Podcast: ‘A diferença que nos torna humanos’ (Juliana Costa – São José do Rio Preto/SP)

13h – Contação de história: ‘Negritudiando’ (Cia. EntreContos – São José do Rio Preto/SP)

15h – Oficina: ‘Olhar: mitologia e filosofia como formas criativas’ (Grupo Jabá com Jaca – São José do Rio Preto)

17h – Espetáculo: ‘O Sonho de Dumont-Menino ou De como o Homem se Tornou Mais Leve que o Ar’ (CIA – Centro de Investigação do Ademir – Jardinópolis/SP)

18h – Oficina: ‘Conversa sobre Ilustração’ (Natália Gregorini – São José do Rio Preto/SP)

21h – Espetáculo: ‘Cemitério dos Vivos’ (Cia. Apocalíptica – São José do Rio Preto/SP)

13 de março (domingo)

10h – Oficina: ‘Recolando contos’ (Cia. Koi – Lins/SP)

12h – Podcast: ‘Para além de nós mesmos’ (Daniel Munduruku – Belém/PR)

13h – Contação de história: “Vamos juntas?” (Reni Trombi – São José do Rio Preto/SP)

15h – Oficina: ‘Leitura pintada’ (Edson Raposeiro – São José do Rio Preto/SP)

18h – Debate: ‘Contação de histórias na visitação hospitalar’ (Akila Moreira – São José do Rio Preto/SP)

17h – Performance: ‘Mandinga literária’ (Coletivo Casa Zion  – São José do Rio Preto/SP)

20h – Contação de história: ‘Itans dos Orixás’ (Laura Thomé – Valinhos/SP)

21h – Encerramento: Trans Sarau (Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro – São José do Rio Preto/SP)

SERVIÇO
FrESTA – Jornada Literária Apocalíptica
Quando: de 9 a 13 de março de 2022
Onde: mídias sociais da Cia. Apocalíptica (@cia.apocaliptica)
Grátis

Texto: Harlen Félix / Divulgação
Fotos: Divulgação / FrEsta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *